Tecnologia e Métodos de Gestão de Pessoas

Entenda como a definição dos valores organizacionais pode ajudar sua empresa

Valores organizacionais
Valores organizacionais orientam comportamentos e decisões dentro de uma empresa, por isso, quando bem alinhados podem trazer benefícios. Descubra quais aqui!
Tempo de leitura 5 min

Valores organizacionais: Várias empresas ainda não se deram conta da importância de definir, praticar e cultivar.

No mundo corporativo, muitas empresas se organizam apenas em torno dos resultados organizacionais esperados, isto é, o foco está no crescimento da empresa. E isso não é um problema, a questão é que o caminho para crescer passa por algumas variáveis importantes que podem ser deixadas de lado. Uma parte do processo que é um bom exemplo disso e pode ser definitiva é a descrição e demarcação dos valores organizacionais.

Por isso, nesse artigo, explicaremos um pouco mais sobre:

  • o que são valores organizacionais, 
  • como definir os valores organizacionais e
  • quais benefícios podem trazer.

O que são valores organizacionais?

Valores organizacionais são os responsáveis por nortear a tomada de decisão empresarial, desde quais funcionários contratar até onde investir cada recurso. Por isso, estão presentes em toda empresa, por mais que ela ainda não os reconheça de maneira clara. Por exemplo, se a empresa preza mais pela valorização do humano, provavelmente dará prioridade ao bem-estar dos colaboradores em suas decisões. Já se a organização valoriza a competitividade de mercado, provavelmente investirá mais em inovações e metas bem definidas para todos atingirem, e assim por diante.

Porém, é importante destacar que não existem valores “bons” ou “ruins”, pois são apenas focos diferentes. (O que não significa que a empresa não se preocupe com “os dois lados da moeda”)

Vejamos alguns exemplos de valores organizacionais:

– Competitividade de mercado;

– Criatividade;

– Autonomia;

– Inovação;

– Transparência;

– Responsabilidade Socioambiental;

– Valorização do humano; 

– Honestidade, entre outros.

Ou seja, estamos falando da bússola que os colaboradores têm sobre seu comportamento, seja no atendimento ao cliente, modos para atingir metas, relacionamentos etc.

Como definir os valores organizacionais? 

Agora que você já sabe o que são valores organizacionais, é hora de saber como definir os valores da sua empresa. O primeiro passo para isso é entender que não se define valores a partir “do nada”, mas sim a partir do que já é realidade. Observe como seus colaboradores atingem metas, qual perfil é escolhido nos processos seletivos, quais são as regras e linguagem da empresa, entre outros. Assim, ficará mais fácil identificar quais pontos todos esses aspectos têm em comum.

No final, você vai descobrir também sua cultura corporativa, que “(…) inclui as expectativas, experiências e filosofia da organização, bem como os valores que orientam o comportamento dos membros e são expressos na autoimagem, no funcionamento interno, nas interações com o mundo externo e nas expectativas futuras” – The Business Dictionary.

Esse processo é importante, pois dessa forma descobrimos o quanto estamos alinhados e/ou no caminho certo quanto ao que se imagina para o negócio. Assim como vários outros fatores que organizam e geram coesão entre os departamentos.

Quais benefícios a definição dos valores organizacionais pode trazer para minha empresa?  

E por falar em coesão, chegou a hora de descobrir como a definição dos valores organizacionais pode trazer muitos benefícios para a sua empresa. Para isso, precisamos entender que a cultura de uma organização não é só uma “informação bonita” que dizemos para os colaboradores ou consumidores. Afinal, como já citamos aqui, é ela que vai reger todas as decisões na empresa.

Tendo isso em mente, destacamos 4 benefícios principais que nos ajudam a entender o real valor de uma cultura organizacional:

1 – Comunicação interna transparente e alinhada 

Se todos os colaboradores sabem quais são os valores da empresa e vivem nessa cultura, temos uma comunicação interna transparente, clara e, por fim, alinhada. Já que se todos sabem quais são as regras formais e informais e o que é esperado de cada funcionário, não sobra espaço para dúvidas. Facilitando, assim, para que não haja ruídos de comunicação, desalinhamentos de expectativas e eventuais confusões e desconfortos gerados por esses dois fatores.

Inclusive, no nosso e-book sobre remuneração estratégica, há um exemplo bom de como a definição e o estímulo dos valores organizacionais são cruciais para evitar dores de cabeça até na hora de atingir metas. No e-book, há ainda algumas possíveis saídas para evitar esses constrangimentos no que se refere à remuneração variável.

2 – Comunicação externa coesa e focada

Quando falamos em comunicação externa, estamos nos referindo a toda fala direcionada ao consumidor e à sociedade, no modo geral. Por isso, é de extrema importância que a empresa tenha sua cultura organizacional bem definida nesse momento, já que, a partir disso, cria-se uma identidade. Isto é, falamos ao nosso público o que ele pode esperar da empresa e com que ela está relacionada.

Além disso, empresas com identidades definidas percebem claramente seus diferenciais, o que ajuda no planejamento da publicidade/propaganda e na escolha da mensagem principal.

3 – Produtividade e motivação dos colaboradores

No que se refere diretamente aos colaboradores, ter valores organizacionais definidos facilita para que contratemos perfis que melhor se adaptam ao cotidiano da empresa. Ou seja, selecionamos funcionários que acreditam verdadeiramente no que fazem, aumentando e muito a produtividade e motivação para o trabalho.

Podemos, ainda, ter outras consequências positivas desse processo, como por exemplo, o crescimento da criatividade e inovação. Assim como o predomínio da sensação de pertencimento, que resulta em mais colaboradores “vestindo a camisa”, assumindo responsabilidades e evoluindo com a empresa.

4 – Processos mais funcionais 

Como já comentamos anteriormente, os valores organizacionais impactam em todos os processos, mas é quando percebemos essa influência que podemos torná-los mais funcionais e direcionados. Por exemplo, se temos em mente qual perfil de colaborador melhor se adapta à nossa cultura, promovemos um onboarding melhor.

Outro processo bastante influenciado, é o estabelecimento de quem tem que fazer o que, qual é a hierarquização dos cargos, quais competências cada colaborador deve ter e quais metas deve atingir. Por isso, a Cohros oferece a gestão de Cargos e Salários alinhada à cultura organizacional de cada empresa. 

Se formos pensar em mais alguns exemplos, chegaremos inevitavelmente à gestão de pessoas, assim como à elaboração de feedbacks, manutenção do clima organizacional, atingimento de resultados organizacionais, treinamentos e desenvolvimento dos colaboradores, avaliação de desempenhos, entre tantos outros processos que se tornam mais funcionais com os departamentos alinhados.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email