Tecnologia e Métodos de Gestão de Pessoas

Employee Value Proposition: o que é e como criar na sua empresa?

Employee Value Proposition: Mais um nome em inglês que está diretamente ligado ao desenvolvimento funcional e crescente de uma empresa. Ainda não sabe do que se trata? Leia este artigo.
Tempo de leitura 8 min

O que faz da sua empresa um bom lugar para trabalhar? Como ela se diferencia da concorrência na busca por talentos? Que valores sua empresa oferece aos colaboradores? Esses questionamentos nos levam a uma tendência no mundo corporativo o EVP, ou Employee Value Proposition. E porque isso é importante? Lendo o texto você vai entender:

  • O que é Employee Value Proposition – EVP
  • Como criar um pacote EVP
  • Quais benefícios o seu desenvolvimento pode trazer para a empresa

O que é Employee Value Proposition

Employee Value Proposition, ou EVP, é um conjunto exclusivo de valores que uma empresa proporciona aos seus colaboradores. Explicando melhor, em tradução livre, trata-se uma “proposta de valor para os cobaboradores” que diferenciam a empresa e, dessa forma, a torna única e especial no mercado.

Os valores que uma empresa oferece aos colaboradores não é uma coisa nova! Há muito tempo que se discute no contexto corporativo que, o que trabalho representa para as pessoas vai muito além do salário.

Da mesma forma, há tempos também já se sabe que as pessoas mudam de emprego, muitas vezes para ganhar menos, em troca de um bom clima de trabalho. Elas também fazem isso por melhores oportunidades de desenvolvimento, bem como pelas possibilidades e evolução na carreira. De fato, cada vez mais, as pessoas buscam coisas que vão além do salário. Nesse sentido, cresce a cada dis a valorização do ambiente de trabalho, das relações, da autorrealização, da qualidade de vida de coisas intangíveis.

EVP – simples de compreender, complexo para criar!

Não é difícil entender o que é EVP, certo? Por outro lado, criar EVP não é tão simples assim. É importante deixar claro também que não se trata de montar um pacote de benefícios (prêmios, eventos, festas de integração, horário flexível etc.), visto que esses itens são facilmente copiados por concorrentes. Em suma, é preciso desenvolver fontes de valor que não sejam facilmente reproduzidos.

Além disso, não adianta a empresa montar um pacote de valores e benefícios, se eles não estiverem presentes no seu cotidiano. Ou seja, o EVP deve estar refletido na cultura, no clima organizacional, nas relações internas, bem como nas práticas de gestão. Assim como também deve estar presente na prática dos princípios e valores e nos propósitos da empresa.

Por isso, não se cria Employee Value Proposition da noite para o dia, sob pena da proposta se resumir a um mero discurso ou um plano pró forma que não se verifica na prática. Se a empresa criar um pacote de oferta de valor que não se reflete na realidade, não colherá bons frutos. Além disso, o risco de ter sua imagem arranhada é alto. Isso ocorre pela facilidade de compartilhamento e disseminação de informações típica dos dias atuais.

O poder tradicional sobre a comunicação está em xeque.

As redes e mídias sociais vem tomando cada vez mais espaço na vida das pessoas. Isso ocorre muito em função da crise de credibilidade das instituições, principalmente no Brasil. Os canais tradicionais que detinham o poder sobre a comunicação perderam espaço para pessoas comuns.

Se antes as pessoas compartilhavam suas experiências profissionais com parentes e amigos mais próximos, agora, compartilham virtualmente. Pois hoje, para as empresas serem expostas na web, basta um clique! Dessa forma, culturas, relações internas, clima organizacional são facilmente expostos em redes sociais e sites especializados. E mais, são rapidamente compartilhados entre milhares de pessoas. Assim, alcançam muita, mas muita gente, ao mesmo tempo.

Qual a importância do Employee para a empresa

Enquanto proposta de valor, o EVP é importante para a empresa porque estimula fidelização dos colaboradores em relação à empresa. Assim como também potencializa o poder de atração de profissionais no mercado om fit cultural, ou seja, profissionais alinhados à cultura e aos valores organizacionais.

Outra razão para as empresas adotarem o EVP é porque a empresa vive de resultados. Por sua vez, os resultados são afetados pelo desempenho dos seus colaboradores. Quando os colaboradores se sentem bem e valorizados, tendem a ser mais produtivos e mais engajados. Além disso, a atração e fidelização de colaboradores alinhados à cultura organizacional potencializa a execução da estratégia. Consequentemente, potencializa o atingimento de resultados, bem como dos objetivos organizacionais.

Por essas razões, contar com uma proposta de valor para atrair e reter talentos vem ganhando peso na estratégia de Gestão de Pessoas. 

Como construir um EVP

Toda empresa, na verdade, tem um conjunto de aspectos que pode (ou não) promover a atração, engajamento e retenção de profissionais. Muitas não se dão conta disso, entretanto, esse conjunto de aspectos deveria ser ponto da atenção dos responsáveis pela Gestão de Pessoas.

A construção do EVP não se faz tirando ideias da cartola. Mas sim através de ações para compreender a natureza e as expectativas do público interno bem como a percepção do público externo. Vamos ver a seguir alguns exemplos de ações para embasar a construção do EVP.

Pesquisa de clima organizacional

A pesquisa de clima organizacional é uma das ações recomendadas para coletar informações que contribuirão para a construção do EVP. Isso porque se trata de um instrumento abrangente, que permite coletar informações valiosas para essa finalidade.

Focus groups

Focus group, ou grupo focal ,é uma técnica de pesquisa qualitativa, que reune um grupo de pessoas para investigar suas percepções e opiniões sobre um determinado tema. Para que essa ação seja mais efetiva na construção do EVP, busque montar o grupo focal, de preferência com os colaboradorres mais críticos e questionadores. Então estimule-os a expor os pontos positivos e os pontos negativos da empresa

A mesma técnica pode ser utilizada para pesquisas com o público externo para levantar a percepção sobre a employer branding da empresa, ou seja a sua marca empregadora.

Entrevistas com ex-colaboradores

Outra ação é levantar junto a percepção de ex-colaboradores, porque eles podem trazer informações importantes como o que eles mais gostavam e o que menos gostavam enquanto estavam na empresa.

Feedbacks de candidatos em processos seletivos

Eis aqui outra fonte interessante de investigação. Torne essa ação um procedimento padrão nos processos de recrutamento e seleção. Convide os candidatos que não foram contratados a dar o seu depoimento sobre a empresa. Muita informação valiosa pode sair daí!

Atenção às redes sociais e sites especializados

Em tempos em que tudo é exposto na web, é bom fazer uma busca periódica, em sites especializados que avaliam as empresas, nas páginas das redes sociais, inclusive no próprio site. São lugares em que os comentários sobre a empresa podem falar muito e, dessa forma, contribuir na construção do EVP.

Proposta de valor – itens que compõem um EVP

Vários itens podem compor uma proposta de valor. Entre os mais comuns estão:

Cultura, princípios e valores organizacionais

Condições de trabalho

Oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento

Oportunidades de crescimento de carreira

Qualidade de vida

Clima organizacional

Identidade de propósitos

Qualidade do relacionamento com as lideranças

Qualidade das relações internas

Autonomia / empoderamento

Valor dos produtos ou serviços para os clientes

Reputação e imagem da empresa no mercado

Poder da marca

E…. salários e benefícios.

Junte tudo isso e voilà o EVPEmployee Value Proposition: uma proposta de valor capaz de atrair e engajar profissionais alinhados ao perfil da empresa. Capaz de estimular a produtividade e o bom desempenho das pessoas. Esses itens podem parecer comuns. No entanto, se forem combinados e efetivamente praticados ganharão força multiplicada.

A importância do EVP para recrutamento e seleção

O poder de atração e retenção de talentos

Em meio a uma oferta escassa de pessoas qualificadas, cada vez mais empresas se dão conta do valor do Employee Value Proposition. Nesse sentido, a criação do EVP potencializa a atração de pessoas alinhadas ao perfil e aos propósitos da empresa. Além disso, faz o colaborador recusar outras propostas de emprego, permanecer na empresa e ter vontade de dar o seu melhor para a organização.

Nesses tempos de disputa acirrada por talentos, por profissionais de alta performance, contar com um bom EVP aumenta o poder da empresa tanto no campo do engajamento, da retenção dos colaboradores, quanto no campo da atração de bons profissionais no mercado.

Se este conteúdo ajudou você, compartilha nas suas redes! Conhecimento compartilhado é conhecimento multiplicado!

Temos muito conteúdo de Gestão de Pessoas em vídeos. Acesse aqui: CohrosTV

Denise Lustri, CEO da Cohros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email