Competências

Conheça as principais tendências em treinamento e desenvolvimento de pessoas

junho 26, 2019
Tempo de leitura 7 min

Observando as tendências em treinamento e desenvolvimento de pessoas no contexto corporativo, é impossível não lembrar dos treinamentos tradicionais. Não faz muito tempo que os métodos e recursos utilizados para treinamento e desenvolvimento nas organizações significavam longas horas em salas de aula. Não raro, duravam dias seguidos. Muitas mudanças vem ocorrendo desde então. Com os avanços da tecnologia, inovações surgem cada vez mais rápido e em maior quantidade. Com isso, o mundo corporativo foi contemplado com novas técnicas e novos recursos para promover a aprendizagem dos profissionais.

Além de promover o aprendizado de maneira mais ágil, os novos métodos e recursos propiciam economia de tempo e dinheiro. Some-se a isso o benefício de treinar atividades de risco em ambientes simulados, proporcionando maior segurança aos treinandos.

Novos recursos e técnicas podem potencializar o desenvolvimento de competências em suas 3 dimensões.

Com a evolução tecnológica isso foi possível e hoje as organizações contam com diversas opções para manter as equipes atualizadas, motivadas e produtivas. Conheça agora algumas delas!

Gamification

A utilização de jogos para promover o aprendizado das pessoas não é uma novidade nas organizações. Porém é uma técnica que vem sendo aprimorada e incrementada pelos avanços tecnológicos resultando no que hoje se denomina gamification, ou gamificação

Ao utilizar a tecnologia, o design e a mecânica dos jogos, a gamificação potencializa o processo de aprendizagem. A potencialização ocorre porque essa combinação mantém os profissionais mais focados no processo de aprendizagem. Isso, por sua vez, estimula a absorção de novos conhecimentos e mudanças de comportamentos. Além do que, propicia o desenvolvimento de novas habilidades e uma postura mais inovadora.

Uma boa estratégia de gamificação contribui para melhorar os programas de capacitação de várias formas. Entre elas, podemos citar:

  • engajando os colaboradores no aprendizado;
  • agregando valor ao programa de treinamento;
  • concedendo feedbacks instantâneos, agilizando a mudança de postura.

Blended Learning

O blended learning é uma técnica que busca manter a tecnologia aliada aos conceitos de ensino de uma sala de aula tradicional. O principal objetivo é potencializar os resultados atingidos com o treinamento. Isso acontece por meio de uma metodologia personalizada que considera a competência e o ritmo de aprendizagem individual do colaborador.

A principal característica é a diversidade de métodos aplicados para isso. O acesso a informação pode ser realizado por meio de uma plataforma de ensino a distância. Os conteúdos são disponibilizados em e-books, videoaulas, artigos, gemes etc. As opções são inúmeras quando se consideram fontes de livre acesso. Isso inclui sites de conteúdos, blogs, plataformas de streaming como o youtube, bibliotecas virtuais etc. A diversidade de meios de estudos é um dos pontos altos do blended learning.

Além da busca individual de conhecimentos, há interações em encontros virtuais e presenciais. Isso quer dizer que a interação pode acontecer por meio de grupos de estudos via web, em fóruns e chats. Assim como também existem os treinamentos onde as pessoas se encontram fisicamente. Nessas ocasiões, professores, tutores, gestores e mais especialistas na área marcam presença para discutir temas e esclarecer dúvidas.

Nesse sentido, não basta apenas investir em estratégias de capacitação, treinamentos contínuos e demais ferramentas de desenvolvimento corporativo. É preciso adequação à realidade, não somente da organização, mas também do profissional. Trata-se de uma técnica que demanda disciplina das pessoas em buscar o conhecimento. Por outro lado demanda da empresa adequação da sua infraestrutura para permitir que o processo aconteça e dê resultado.

A plataforma EAD, pesquisas em blogs, sites, plataformas de vídeos e outras fontes online permitem que os obstáculos físicos sejam driblados. Dessa forma, negócios estruturados em várias unidades e pessoas que exercem funções externas podem se beneficiar. A empresa pode aplicar os seus programas de treinamento para todos, sem distinção. Sem contar a geração de economia de custos e tempo.

Realidade virtual

Uma vez que o treinamento teórico é focado nos conteúdos informativos, o treinamento prático busca aliar o conhecimento à experiência vivida na prática. Dessa forma, não somente ocorre um estímulo à mudança de comportamento: ela ocorre de forma voluntária, fundamental para que as mudanças realmente façam a diferença.

Quando o colaborador entende a importância da sua atuação e do seu desempenho para a empresa, o significado do trabalho aumenta. Esse cenário se torna propício por meio da realidade virtual. Ela acontece com o desenvolvimento de um software específico que imita a realidade corporativa. Como é permitido programar ambientes, condições e situações, diversas atividades podem ser replicadas.

Se você tem o costume de frequentar o shopping center, já deve ter visto o recurso sendo utilizado para simular um passeio na montanha-russa. O carrinho, pedais, óculos 3D, alavancas, botões, volantes e outras ferramentas são incorporados para tornar a experiência o mais real possível. Assim, além do profissional desenvolver habilidades, ele se sente motivado performar melhor. Com isso, melhoram os resultados da organização.

Aprendizagem colaborativa

A aprendizagem colaborativa é um método de ensino baseado na interação, colaboração e participação ativa dos profissionais em  treinamento. A metodologia pode ser aplicada em vários contextos, desde que considere a troca de experiências para promover o engajamento, envolvimento e a motivação. Veja algumas situações em que ela pode ser aplicada:

  • treinamento e desenvolvimento de pessoas;
  • palestras;
  • cursos;
  • workshops.

Sendo assim, a aprendizagem colaborativa não é uma técnica exclusiva ao ambiente educacional, mas é também, muito útil nas esferas sociais, intelectuais, psicológicas, culturais e emocionais.

A finalidade desse recurso é a expansão do conhecimento por meio do compartilhamento de ideias, conhecimentos e experiências, estimulando o sentimento de pertencimento e colaboração nos participantes.

Realidade aumentada

Como o próprio nome sugere, a realidade aumentada é o aumento da realidade por meio da tecnologia, que fornece informações digitais sobre o que o usuário está vendo. Um exemplo clássico do recurso é o jogo Pokémon Go e os filtros do Snapchat e stories do Instagram.

Para treinamentos, o principal objetivo é facilitar a aprendizagem e aumentar a retenção de conhecimento. Como a aplicação do método é inovadora, a tendência é que seja mais eficaz que as ferramentas mais tradicionais. Nas empresas, a tecnologia pode ser utilizada com o uso de óculos de realidade aumentada. Por meio dele, é possível assistir a um vídeo específico sobre a atividade em questão.

Vantagens do investimento em capacitação

Investir na capacitação do capital humano é fundamental para as empresas que almejam mais produtividade, vencer a concorrência e se destacar no mercado. Fugir do tradicional na hora de criar um programa de treinamento e desenvolvimento pode ser estimulante e provocar maior interesse e engajamento das pessoas. Aposte na inovação!

Valor para os colaboradores

A combinação desses recursos e técnicas ajuda as empresas a criarem um ambiente de aprendizagem e compartilhamento de conhecimentos. Esse ambiente, com certeza, vai provocar um efeito positivo no desempenho das pessoas e, consequentemente, no desempenho organizacional. Como efeito colateral haverá um incremento na proposta de valor da empresa para os colaboradores, aumentando o employee value proposition.

A Cohros acredita que as pessoas são a chave do sucesso de um negócio ao dedicar-se a aplicar suas competências no exercício de sua função.

Entre em contato conosco e descubra de que forma podemos ajudá-lo a aproveitar todo o potencial das equipes para promover os resultados positivos desejados. Esperamos por você!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário