Tecnologia e Métodos de Gestão de Pessoas

Tipos de feedback: como ajudar os líderes a usar esse recurso de desenvolvimento

Tipos de feedback
Você sente que os líderes precisam se engajar mais nessa prática? Então leia este conteúdo! Conheça os 3 tipos de feedback para ajudá-los a incorporar o feedback na sua rotina.
Tempo de leitura 4 min

O feedback é um dos principais instrumentos de desenvolvimento dos colaboradores. Além do que, o feedback ocupa um lugar de destaque nos processos de avaliação de desempenho. Apesar disso, não é tão fácil fazer com que ele seja praticado no dia a dia organizacional. Mas, embora não seja fácil, ainda assim vale à pena investir na criação da cultura do feedback!

Como o feedback é tratado na sua empresa? Se você sente essa necessidade de engajar mais os gestores? De transformar o feedback em uma prática efetiva? Então continue a leitura. Entenda os tipos de feedback e ajude as lideranças a desenvolver essa prática.

Cultura do Feedback – Cohros

Quais são os tipos de feedback

Primeiramente, vamos enfatizar que o feedback não deve ficar restrito aos ciclos de avaliação de desempenho. Na verdade, trata-se de uma prática que deve acontecer cotidianamente nas empresas.

Com efeito, há muitas vantagens e benefícios fazer com que o feedback incorpore a cultura organizacional. E nesse sentido, a classificação desses três tipos de feedback ajuda os líderes a, não só entender melhor, como também facilita a sua prática no dia a dia.

O feedback deve acontecer cotidianamente! Sempre que, no dia a dia, uma situação organizacional evidenciar a necessidade. Por exemplo, quando o líder perceber que a performance de um liderado está aquém do esperado. Ou ainda, quando uma competência deficiente está afetando o desempenho do colaborador. Outro exemplo é quando o líder percebe que um liderado merece um elogio, uma palavra de reconhecimento. E, mesmo que não haja desempenhos e competências deficientes, ainda assim o feedback deve acontecer. Ou seja, o líder deve sempre acompanhar, conversar, ouvir e orientar os liderados. Então, considerando essas situações, nós temos aqui os três tipos de feedback:

Feedback de orientação de melhoria:

Esse feedback ocorre quando o líder identifica a necessidade de melhoria de um desempenho abaixo do esperado. Ou quando a deficiência de um conhecimento ou habilidade está impactando o desempenho do liderado. Ou ainda, quando o líder percebe um comportamento inadequado. São situações em que as orientações da liderança fazem muita diferença. Não apenas no desenvolvimento das pessoas, mas também na performance do time.

Muita gente considera esse feedback como negativo. Mas, ao contrário. Se você pensar no feedback como instrumento de desenvolvimento, não há feedback negativo, mas sim feedback de melhoria.

Feedback de elogio ou reconhecimento

Esse feedback deve ocorrer sempre que um colaborador se destaca em um desempenho ou competência. Isto é, quando o liderado apresenta um desempenho acima do esperado. Ou ainda, quando apresentar um conhecimento ou habilidade em nível superior ao requerido para o seu cargo. Igualmente, deve ocorrer quando o liderado tiver comportamento destacado como referência. Quando for um exemplo a ser seguido.

Feedback de acompanhamento:

Esse é o terceiro tipo de feedback.  É aquele que o líder precisa dar para manter a equipe alinhada aos objetivos e metas. Mas não apenas isso. Através desse feedback, o líder pode orientar e apoiar os liderados nas suas atividades. Além disso, pode identificar se a equipe está com alguma dificuldade para executar o trabalho. Pode, inclusive, ouvir, entender o funcionamento e expectativas de cada liderado. Dessa forma, poderá estimular cada liderado a dar o seu melhor, a evoluir. As reuniões one-one vão muito nessa direção.

Como os tipos de feedback ajudam o RH e as lideranças

Entendendo com clareza essas situações, fica mais fácil para os líderes identificá-las no dia a dia.

Além disso, é preciso registrar esses feedbacks! Dessa forma, é possível criar histórico para orientar o ciclo anual de avaliaçao de desempenho. Com isso, você reduz significativamente a subjetividade típica dos processos de avaliação.

Para isso, o líder precisa ligar a antena e ficar atento para perceber essas situações. Assim, não vai perder o timing para dar os feedbacks. E sabe por que o timing é importante? Porque feedback fora de hora perde a efetividade. E muitas vezes, não só perde o efeito positivo, mas também causa um efeito negativo.

O feedback, quando bem utilizado, melhora a performance do time. E se a performance do time for boa, a do líder também será. Aliás, a performance da equipe é o reflexo da efetividade da liderança.

Se você for gestor de equipe, incorpore esses 3 tipos de feedback como parte das suas atividades. Se você for do RH, passe essas orientações aos líderes da sua empresa. E compartilha com alguém que também possa se beneficiar desses conhecimentos ; )

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe