Desempenho

Matriz 9 Box: o bom e o mau uso em Gestão de Pessoas

julho 14, 2020
Blog Cohros 9 Box

Este artigo aponta uma problemática relacionada ao uso da Matriz 9 Box para orientar planos e decisões de gestão de pessoas. Tanto o problema quanto a solução são tratados com mais detalhes em E-Book e vídeo complementares. Para assistir o vídeo, clique aqui. Para baixar o E-Book, clique aqui.

O que é uma Matriz 9 Box?

A matriz 9 Box é representada por um plano cartesiano, formado por dois eixos perpendiculares entre si: o eixo y (ordenada) e o eixo X (abcissa).

Matriz 9 Box Cohros

A Matriz 9 Box foi criada no início da década de 70 pela McKinsey para avaliar o potencial das várias unidades de negócios da GE. O objetivo desse projeto era embasar as decisõeses planos relacionados a essas unidades.

GE McKinsey 9 Box Matrix


Representação da Matriz 9 Box
McKinsey / GE – Cohros

No eixo y eram registrados os índices de atratividade da empresa no mercado e no eixo x o índice da força competitiva da empresa. Os índices de atratividade e força competitiva resultam da avaliação de vários fatores. Dependendo do quadrante que uma unidade de negócio era classificada na matriz, ela poderia ser descontinuada ou receber investimentos. Esse foi o uso original da matriz.

Adoção da Matriz 9 Box pelo RH

Dentro dessa lógica essa matriz foi adotada na gestão de pessoas. No eixo X estão os índices de desempenho e no eixo Y estão os índices de competências, que muitos chamam de potencial. Da mesma forma que na matriz da GE, a classificação dos avaliados na matriz passou a orientar ações de gestão de pessoas. Passou a fundamentar decisões de promoção, carreira, sucessão, bônus etc. Quanto mais alto forem os índices de desempenho competências, maiores as oportunidades dos avaliados. Isso significa maiores chances de reconhecimento, crescimento e valorização profissional.

Desempenhos e competências na Matriz 9 Box

O índice de competências é refletido no eixo Y e o índice de desempenho, no eixo x são índices. Esses índices são gerados por uma média. Em outras palavras, várias competências e vários desempenhos são avaliados para gerar os índices que vão para a matriz. Da mesma forma que foram gerados os índices de atratividade e da força competitiva das unidades da GE. Nesse sentido, a Matriz 9 Box pode ser um recurso de valor para o RH na gestão de desempenho e na gestão de pessoas em geral.

Deficiências no uso da Matriz 9 Box em RH

A Matriz 9 Box pode ser um valioso recurso de análise em gestão de pessoas. Para isso, as competências precisam ser bem definidas e bem avaliadas. Porém é sabido que as avaliações de competências sofrem uma alta carga de subjetividade!

Por outro lado, a avaliação de desempenho deveria ser um contrapeso interessante! Mas, isso só ocorre se o desempenho seja mensurado e sustentado por indicadores.

No entanto, grande parte das empresas são carentes de medidas de desempenho, indicadores e metas. Em vista disso, os desempenhos avaliados geralmente também carregam uma boa dose de subjetividade.

Realidade x Cenário da Matriz 9 Box

Como consequência da subjetividade do processo de avaliação, o cenário mostrado pela Matriz 9 Box, com grande frequência não corresponde à realidade. Na verdade, a matriz costuma mostrar um resultado melhor do que o contexto real. Por essa razão, é muito comum diretoria da empresa olhar com desconfiança para os resultados apresentados!

Calibração da Matriz 9 Box

Para “corrigir” o problema provocado pela subjetividade das avaliações, a solução mais comum adotada pelas empresas é a calibração da matriz.

A calibração é o reenquadramento de alguns colaboradores de um quadrante para outro, geralmente realizado por um comitê.
Embora a calibração ocorra com base em um consenso, esse consenso é baseado nas opiniões e julgamentos dos membros do comitê. Dessa forma, a subjetividade é carregada para a Matriz 9 Box. Isso configura um contrasenso, visto que a matriz tem fundamentos matemáticos! É um recurso usado justamente para trazer dados mais concretos para embasar planos e decisões. Então, é um paradoxo alterar os dados da matriz de forma subjetiva!

Como solucionar o problema

A solução desse problema demanda tratamento de fases anteriores do processo de avaliação. Demanda preparo dos líderes. Além disso, requer uma revisão criteriosa na definição dos desempenhos e competências. Esse trabalho deve envolver um esforço conjunto do RH e das lideranças!

Para entender melhor o bom e o mau uso da Matriz 9 Box, acesse os materiais complementares, que explicam com mais detalhes os problemas, os caminhos e soluções:

Materiais complementares:

Clique aqui para baixar o E-Book

Clique aqui para assistir o vídeo

Denise Lustri – CEO da Cohros. Mestre em Administração pela FEA/USP. Instagram: @deniselustri ​https://www.youtube.com/user/cohrostv 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply