Tecnologia e Métodos de Gestão de Pessoas

Saiba quais são as 10 principais habilidades para os profissionais em 2025, de acordo com o FEM

Já imaginou que incrível alguém prever o futuro e te contar quais são as habilidades de um bom profissional em 2025? Essa é a ideia deste artigo. Vem ficar por dentro!
Tempo de leitura 4 min

O FEM – Fórum Econômico Mundial, no seu 3º Relatório do Futuro dos Empregos, realizou uma análise importante sobre o atual momento da humanidade e seu futuro, nos presenteando com dados que podem nos orientar daqui pra frente. Levou-se em consideração também informações obtidas pelo LinkedIn e pela plataforma de aprendizado Coursera, que deram um embasamento ainda mais profundo para o Relatório.

Dentre os dados que mais impressionam, está a porcentagem de profissionais que, até 2025, precisarão se requalificar: 50%. Isso porque os grandes impactos econômicos da pandemia e as constantes evoluções da tecnologia, trazendo mais automação para o nosso cotidiano, estão mudando a nossa forma de enxergar e vivenciar o trabalho, e poderão alterar em 40 ou 50% as funções essenciais de cada cargo.

E tem mais: 85 milhões de empregos poderão ser substituídos com as novas relações humanos-tecnologia. Mas, calma, isso não é ruim, afinal, ainda de acordo com o Relatório, surgirão mais 97 milhões de cargos pelos mesmos motivos. Inclusive, o fundador e presidente executivo do Fórum, Professor Klaus Schwab, destaca que “Temos as ferramentas à nossa disposição. A abundância de inovação tecnológica que define nossa era atual pode ser aproveitada para liberar o potencial humano”.

Quais são as 10 habilidades necessárias até 2025?

O primeiro passo para se adaptar ao novo cenário e continuar se destacando como profissional, é entender quais são as competências ditas como necessárias nesse futuro não tão distante.

Por isso, nós trouxemos aqui um infográfico com a lista das 10 habilidades/competências, consideradas como principais para qualquer profissional até 2025, divididas em 4 tipos: Resolução de problemas, Autogerenciamento, Trabalho com pessoas e, Uso e desenvolvimento da tecnologia.

Essas são as 10 habilidades para o bom profissional do futuro, respectivamente:

  • Pensamento analítico e inovação;
  • Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem;
  • Solução de problemas complexos;
  • Pensamento crítico e análise;
  • Criatividade, originalidade e iniciativa;
  • Liderança e influência social;
  • Uso, monitoramento e controle de tecnologia;
  • Projeto e programação de tecnologia;
  • Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade;
  • Raciocínio, resolução de problemas e ideação.

Dentre essas, as que têm sido consistentes desde o 1º Relatório, em 2016, são o pensamento crítico e a resolução de problemas. Já aquelas que têm se destacado atualmente são mais focadas em autogerenciamento, como por exemplo, tolerância ao estresse, flexibilidade e aprendizado ativo.

O que fazer para se requalificar?

Diante desse contexto futuro, 94% dos líderes esperam que seus colaboradores inovem e adquiram novas competências (em 2018, eram só 65%). A ideia é que os treinamentos aconteçam internamente, de acordo com 39% dos empregadores, e que sejam complementados com plataformas de aprendizado online e consultores terceirizados.

Por falar em aprendizado online, vale destacar que o número de empregadores que oferecem esse tipo de desenvolvimento aumentou 5x mais depois da pandemia, assim como o número de matriculados nas plataformas, que aumentou 9x.

Ou seja, o caminho é identificar suas fraquezas e demandas como profissional (e nesse aspecto, a dica principal é usufruir de uma boa cultura de feedback e de avaliações de desempenho), e a partir disso, se colocar à disposição para aprender novas habilidades/competências.

Quanto tempo demora para se requalificar?

Entretanto, se você está preocupado sobre quanto tempo essa requalificação demorará, fique tranquilo. Já que, de acordo com a plataforma Coursera, o profissional que desejar aprender 1 das 10 habilidades listadas no que se refere pessoas e cultura, produção de conteúdo e/ou vendas e marketing, pode levar só de 1 a 2 meses para isso. Assim como, se ele desejar adquirir habilidades na área de desenvolvimento de produtos, dados e Inteligência Artificial, demorará apenas de 2 a 3 meses. E, seguindo na mesma linha, se ele quiser aprender mais sobre a área de cloud computing ou engenharia, demorará de 4 a 5 meses.

Isto é, não demora muito, mas é importante que se dedique um tempo de qualidade, afinal, tudo isso contribuirá para que você se torne um profissional cada vez melhor e colabore para que a empresa conquiste seus tão sonhados resultados organizacionais.

E aí, você já tem alguma das 10 habilidades? Concorda com o relatório?

Conta pra gente nos comentários!

Nayara Amaral – Marketing Cohros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

2 respostas

  1. Bom dia,

    concordo plenamente com o relatório, entretanto, há necessidade de efetuarmos alguns ajustes, considerando-se a realidade do mercado brasileiro. Temos atualmente um déficit de qualificação de MO enorme, associado principalmente a área de tecnologia.

    O papel das empresas é primordial para o reequilíbrio deste quadro e neste caso o tempo de requalificação deve no mínimo dobrar.

    Grato

  2. Gostei muito deste artigo partilhado. Neste entretanto queria saber também se existe alguma organização que ajuda a financiar projectos de negócios?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email